Como tratar acne na vida adulta

Home » Beleza » Como tratar acne na vida adulta

Mais do que as rugas, são esses pontinhos vermelhos que levam o maior número de mulheres ao consultório, segundo um levantamento da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Como tratar acne na vida adultaA acne deixou de ser um problema típico dos jovens. Mais do que as rugas, são esses pontinhos vermelhos que levam o maior número de mulheres ao consultório, segundo um levantamento da Sociedade Brasileira de Dermatologia. A SBD também descobriu que a doença é o problema dermatológico mais comum na população brasileira, afetando 56,4% das pessoas. E sabe por que ela incomoda tanto? Além do fator hereditário — que é o principal gatilho para as danadas surgirem —, quem mora em países quentes como o Brasil sofre com outra evidência: o calor que predomina o ano todo deixa a pele da maioria das brasileiras oleosa, favorecendo o aparecimento do problema. O motivo também pode estar na sua agenda — ok, no seu smartphone. Isso porque, atualmente, a acne tem sido vista como um mal da vida moderna. “Estudos europeus demonstram que mulheres que têm cargo de chefia ou>
atividades muito estressantes no trabalho estão mais propensas a ter acne”, afirma a consultora em cosmetologia Sheila Gonçalves, professora do curso de pós-graduação em cosmetologia da Faculdade Oswaldo Cruz, em São Paulo. A principal causa para o surgimento das espinhas na idade adulta é a alteração dos hormônios produzidos pelos ovários ou pelas glândulas suprarrenais. Esse desequilíbrio hormonal pode ocorrer devido à grande carga emocional gerada pelo stress diário. A predisposição genética, a alimentação desequilibrada e o uso inadequado de cosméticos também são responsáveis pelo aparecimento das lesões, que, quando comparadas com a acne da adolescência, geralmente são mais profundas, formam pequenos nódulos vermelhos e doloridos e apresentam menos pústulas (espinhas com pus). O alvo do ataque também muda: as áreas mais atingidas são o queixo, a mandíbula e o pescoço. Há aparelhos e procedimentos estéticos que tratam as espinhas e também suas consequências, como oleosidade, inflamação, manchas e cicatrizes. A indicação dos tratamentos abaixo deve ser feita por um dermatologista, bem como o número de sessões. ??• Peelings Esse método causa a descamação da pele, que pode ser feita por meio da ablação química (realizada com ácidos como o salicílico, o glicólico e o retinoico); mecânica, como a microdermoabrasão (feita por peelings como o de cristal ou o de diamante); ou pela combinação de ambas”, explica a dermatologista Luciana Conrado, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. O primeiro procedimento envolve a aplicação de uma substância química que estimula a renovação celular, descamando espontaneamente após alguns dias conforme ocorre a reparação da epiderme e/ou derme. O segundo faz uma espécie de raspagem, eliminando a camada superficial. Nos dois casos, o resultado é uma pele mais lisa e firme.
número de sessões em média três
intervalo entre as sessões 15 dias
preço médio de cada sessão R$ 120*
• Luz Azul O procedimento consiste na exposição a uma fonte de luz azul, que é direcionada para o rosto por cerca de 40 minutos. Ele é complementar ao tratamento de quadros leves a moderados da doença. Sua principal ação é modular a resposta imunológica da pele, diminuindo a inflamação local. Com o tratamento é possível minimizar aquela sensação dolorida e a coloração vermelha dos pontos da face mais atingidos pelas espinhas. Mais: dá até para dormir na maca.
número de sessões oito a dez
intervalo entre as sessões uma semana
preço médio de cada sessão R$ 100
• Luz Pulsada O Isolaz é o aparelho mais recomendado para quem quer se ver livre das espinhas em pouco tempo. Ele combina a tecnologia da luz pulsada ao vácuo. A primeira age na glândula sebácea, diminuindo sua inflamação, e no colágeno da pele, enquanto o segundo faz a extração dos cravos, do pus (se houver) e das bactérias causadoras do problema. A paciente sente leve ardor na pele, que passa ao final da sessão. Segundo a dermatologista Daniela Nunes, diretora médica da Slim Clinique, no Rio de Janeiro, o Isolaz também é capaz de, com um único disparo, eliminar uma espinha que apareceu bem no dia daquele evento importante.
número de sessões de duas a cinco
intervalo entre as sessões uma semana, 15 dias ou um mês
preço médio de cada sessão R$ 450
• Microneedle-Roller Trata-se de um rolinho com diversas microagulhas que, ao entrar em contato com a pele, é capaz de maximizar a ação de produtos cosméticos e também atuar no clareamento e no estímulo de colágeno. No último congresso da Academia Americana de Dermatologia, realizado em março, ele ganhou um upgrade importante. “O aparelho agora também emite ondas de radiofrequência, o que permite estimular o colágeno de forma mais potente do que se ambas as técnicas fossem realizadas separadamente”, afirma o dermatologista Adilson Costa, chefe do Ambulatório de Dermatologia Estética da PUC de Campinas e consultor de WH. O estímulo conjunto minimiza marcas e cicatrizes de acne e também o aspecto geral da pele, que fica mais rejuvenescido.
número de sessões de quatro a cinco
intervalo entre as sessões 15 DIAS
preço médio de cada sessão R$ 450